Council for the Development of Social Science Research in Africa
Conseil pour le développement de la recherche en sciences sociales en Afrique
Conselho para o Desenvolvimento da Pesquisa em Ciências Sociais em África
مجلس تنمية البحوث الإجتماعية في أفريقيا


IV INTERNATIONAL CONFERENCE OF THE INSTITUTE OF SOCIAL AND ECONOMIC STUDIES (IESE)

Maputo, 27-28 August 2014: State, Natural Resources and Conflict: Actors and Dynamics Number of visits: 514

As is happening in other African countries, the dynamics of State building in Mozambique has been marked by the centrality of processes of economic growth and accumulation based on close ties between emerging national capital and multinational capital, particularly organised around the control, appropriation and exploitation of natural resources and of the rents that derive from their exploitation. The large volume of foreign direct investment, in association with national capital and public finance, is reflected in noteworthy economic growth and growth in exports of primary goods, but has had practically no effect on reducing the poverty and vulnerability that characterise a large part of the population, and on diversifying and articulating the productive base. It is in this context that it is intended to discuss the State as a field and instrument of political struggle and of the exercise of power.
Three main lines of analysis are proposed for the submission of papers relevant to the Mozambican case (even if not necessarily about Mozambique):
• The relationships of various social groups with the State and among themselves (through the State) in the economic, social and political construction and contestation of society;
• Political and social institutions and processes in the context of the alliances, hegemonies and conflicts which characterise the relationship between the various social actors;
• The options, dilemmas, contradictions and paradoxes of the construction of extractive economies in contexts of global financialisation and its implications for State building, public policies and the development of collective debate and political action.
1
Papers will be particularly prioritised which deal with the following themes:
• Critical analysis of the political economy of growth, industrialisation and economic accumulation (growth, industrialisation and accumulation in Africa, economic porosity, patterns of financing of the State and of public investment, financial markets, public- private partnerships, patterns of employment and labour relations, hypotheses, challenges and dilemmas of transformation);
• Regional and international framework of the dynamics of growth, industrialisation and accumulation in Africa (financialisation and Africa, new paradigms of aid and cooperation, emerging and traditional multinational capital, regionalism and regional/national patterns of industrialisation);
• Demographic transition in the dynamic between income, consumption, savings and investment, and its impact on the shape of private and public social protection;
• Party trajectories and conflict in State building;
• Public services, citizenship and State building.
Researchers interested in presenting papers to the conference are invited to send a summary of their themes (in Portuguese or in English) in no more than 750 words to the address: conferencia4@iese.ac.mz. The summary should indicate, in addition to the theme and the problematic, the institutional position of the candidate and his/her contacts.
Proposals may be individual or collective. All the proposals will be considered and submitted to a jury for selection.
The themes should be relevant to Moçambique, even though they may have a generic theoretical or methodological focus or may be based on case studies of other countries. The approved papers will be published on the IESE website, in the IESE collection of “conference papers”, and some may later be chosen for publication in a book.
For any additional information, please contact IESE at the address: conferencia4@iese.ac.mz.
Important deadlines to be taken into consideration:
• Summaries of the proposed papers should be submitted to IESE by 31 March 2014;
• IESE will inform the candidates about the approval of their proposals by 15 May 2014;
• The definitive texts of the papers approved for the conference should be delivered by
15 August 2014.
www.iese.ac.mz

IV CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO INSTITUTO DE ESTUDOS SOCIAIS E ECONÓMICOS (IESE)

Maputo, 27 e 28 de Agosto de 2014
Estado, Recursos Naturais e Conflito: Actores e Dinâmicas
As dinâmicas de construção do Estado em Moçambique, na última década e à semelhança do que acontece noutros países africanos, têm sido marcadas pela centralidade de processos de crescimento e acumulação económica baseados em ligações estreitas entre capital nacional emergente e capital multinacional, especialmente organizadas em volta do controlo, apropriação e aproveitamento de recursos naturais e de rendas advindas da sua exploração. O grande volume de investimento directo estrangeiro, em associação com capital nacional e finanças públicas, reflecte-se num notável crescimento económico e das exportações de bens primários, mas tem tido um efeito praticamente nulo na redução da pobreza e da vulnerabilidade que caracterizam uma grande parte da população, e na diversificação e articulação da base produtiva. É neste contexto que se pretende discutir o Estado como campo e instrumento de luta política e exercício de poder.
Três linhas de análise principais são propostas para a submissão de comunicações relevantes para o caso Moçambicano (ainda que não necessariamente sobre Moçambique):
• As relações de diferentes grupos sociais com o Estado e entre si (através dele) no processo de construção e contestação económica, social e política da sociedade;
• As instituições e processos políticos e sociais no contexto das alianças, hegemonias e conflitos que caracterizam o relacionamento entre os diferentes actores sociais;
• As opções, dilemas, contradições e paradoxos da construção de economias extractivas em contextos de financeirização global, e as suas implicações para a construção do Estado, políticas públicas e desenvolvimento do debate e acção política colectiva.
1
Em especial, serão privilegiadas comunicações que abordem as seguintes temáticas:
• Análise crítica da economia política do crescimento, industrialização e acumulação económica (crescimento, acumulação e industrialização em África, porosidade económica, padrões de financiamento do Estado e de investimento público, mercados financeiros, parcerias público-privadas, padrões de emprego e relações laborais, hipóteses, desafios e dilemas de transformação);
• Quadro regional e internacional das dinâmicas de crescimento, industrialização e acumulação em África (financeirização em África, novos paradigmas de ajuda e cooperação, capital multinacional emergente e tradicional, regionalismo e padrões regionais/nacionais de industrialização);
• Transição demográfica na dinâmica entre renda, consumo, poupança e investimento, e seu impacto na configuração da protecção social privada e pública;
• Trajectórias partidárias e conflito na construção do Estado;
• Serviços públicos, cidadania e construção do Estado.
Os investigadores interessados em apresentar comunicações à conferência são convidados a enviar um resumo dos seus temas, em língua portuguesa ou inglesa, em não mais de 750 palavras, para conferencia4@iese.ac.mz. O resumo deverá indicar para além do tema e problemática, a posição institucional do candidato e os seus contactos.
As propostas poderão ser individuais ou colectivas. Todas as propostas serão consideradas e submetidas a um júri para selecção.
Os temas deverão ser relevantes para Moçambique, ainda que possam ter focos teóricos ou metodológicos genéricos ou ser baseados em estudos de caso sobre outros países. As comunicações aprovadas serão publicadas no website do IESE, na sua colecção de “comunicações de conferências”, sendo algumas depois seleccionadas para publicação em livro.
Para quaisquer informações adicionais, agradecemos que contactem o IESE pelo endereço: conferencia4@iese.ac.mz.
Prazos importantes a considerar:
• A submissão ao IESE dos resumos das propostas de comunicações deverá ser feita até 31 de Março de 2014;
• A informação do IESE aos candidatos sobre a aprovação das suas propostas será dada até 15 de Maio de 2014;
• A entrega ao IESE dos textos definitivos das comunicações aprovadas para a conferência deve ser feita até 15 de Agosto de 2014.
www.iese.ac.mz

March 3 2014



Comments