Council for the Development of Social Science Research in Africa
Conseil pour le développement de la recherche en sciences sociales en Afrique
Conselho para o Desenvolvimento da Pesquisa em Ciências Sociais em África
مجلس تنمية البحوث الإجتماعية في أفريقيا


Conferência internacional : a crianҫa e o adolescente em áfrica perante os distúrbios psicosociais

Prazo : 30 de Abril de 2016

Number of visits: 3227

PROGRAMAS SAÚDE E INFÂNCIA E JUVENTUDE
DATA: 19-21 de Outubro de 2016
LOCAL: NIAMEY, NIGER

Os programas Saúde, Infância e Juventude do CODESRIA (Conselho para o Desenvolvimento da Pesquisa em Ciências Sociais em África) são iniciativas importantes que visam incentivar e desenvolver, numa perspetiva inclusiva, a pesquisa nos domínios da saúde, infância e juventude em África. Para o ano 2016, os dois programas organizam uma conferência sobre o tema: “A Infância e a adolescência em África perante os distúrbios psicosociais”.

Entre todas as crises que vive o continente africano, a situação das crianças e dos adolescentes é, certamente, a mais preocupante. As crianças representam a categoria social mais vulnerável e mais exposta aos riscos. Elas vivem “ no seio de uma pobreza e de uma insegurança rotineiras e persistentes. Apesar das apresentações simbólicas, a exaltação da criança como “riqueza comum” esconde o deplorável destino que lhe é reservado em sociedades que desrespeitam diariamente a sua dignidade humana: (...) migrações forçadas, todos os tipos de violência, violações e abusos sexuais, mutilações genitais, recrutamento forçado nos conflitos (...) ” ( J-D Boukongou, 2006: 1998).

Num tal contexto, marcado por aquilo que merece bem ser designado como guerras contra as crianças, as situações, entre outras, congolesa ( RDC), centro-africana e maliana e nigeriana e camaronesa, saltam à vista com os seus lotes de crianças violentadas, recrutadas à força nos conflitos armados e utilizadas como objetos sexuais, transformadas em bombas humanas para atentados terroristas, etc.

Portanto, é urgente discutir sobre a problemática dos traumatismos psicosociais de que sofrem as crianças e os adolescentes e, muito além destas situações excepcionais que são as guerras e que tendem a normalizar-se, a própria questão das outras formas de experiências de carácter violento e mortal a que são submetidos. A conferência deste ano pretende fazê-lo numa perspetiva que, em lugar e em nome das imprecações, tem como objectivo, fazer não só, uma resenha descritiva e crítica da situação da criança e do adolescente face aos distúrbios psicossociais; mas também que se quer ancorada numa visão prospectiva (um relatório da Unicef, publicado em 2014, revela-nos que 40% de crianças, no horizonte 2050, estarão a viver em África) antecipando sobre os desafios futuros que se colocarão com ainda mais acuidade. Uma tal circunstância, obriga a pensar, novamente, sobre a situação das crianças e dos adolescentes numa ampla perspetiva que tenha em conta, não só, a intensificação de “ novas formas de vulnerabilidade, devido aos conflitos que agitam o continente; mas também, sobre a expressão das formas de violência mais habituais que comprometem a qualidade de vida da criança e o seu desenvolvimento psicosociológico.

Eis alguns dos eixos, não exclusivos, que esta conferência pretende tratar:

1. Traumatismos, conflitos armados, violências sexuais sobre os menores;
2. Carreiras patológicas de crianças vítimas da droga;
3. O Estado e a sociedade perante as perturbações psicosociais da criança e do adolescente: formas de interação pública e privada
4. Tratamento de menores que sofrem de anomalias físicas;
5. As representações culturais dos problemas psicosociais na criança e no adolescente;
6. A saúde mental das crianças refugiadas de guerra;
7. A criança e o adolescente perante as violências escolares;
8. A criança e o adolescente perante as violências domésticas ( incesto, castigos corporais, etc.);

Uma atenção particular será dedicada aos trabalhos que se inscrevem numa abordagem pluridisciplinar. Os pesquisadores que desejarem participar nesta conferência internacional são convidados a submeter ao CODESRIA um resumo com o máximo de 300 palavras e um CV com dados pessoais completos, incluindo o endereço eletrónico e um número de telefone, o mais tardar até 10 de Abril de 2016. Os autores dos resumos selecionados, serão informados dos resultados, o mais tardar até 30 de Abril de 2016. Serão convidados a apresentar as suas comunicações completas antes de 30 de Junho de 2016. Todos os documentos devem ser enviados em formato Word por correio eletrónico ao endereço prs@codesria.sn. Queira mencionar no assunto “ Programa de Pesquisa sobre a Saúde” ao enviar o seu correio electrónico.

Programa sobre a saúde, do CODESRIA,
Avenida Cheikh Anta Diop x Canal IV BP 3304, CP 18524
Dacar, Senegal
Tel: +221-33 825 98 22/23 Fax: +221-33 824 12 89
E-Mail: prs@codesria.sn




Comments